segunda-feira, 20 de outubro de 2008

À procura de um reprodutor de músicas decente

Há três anos eu tenho um reprodutor de música portátil da Foston, que deixava muito a desejar desde o início, mas para piorar, agora está com alguns defeitos e certamente está com os dias contados.

São várias as limitações técnicas:

  • Não tem visor colorido;
  • A interface do software é muito ruim e contra-intuitiva;
  • Não tem suporte a playlists;
  • Não tem recurso pra facilitar a busca por músicas.

Apesar da tosquice, me adaptei ao visor deplorável e entendi como navegar nos diretórios, e mesmo sem suporte a playlists, eu organizava as músicas em diretórios, já que o reprodutor tinha alguns recursos que trabalhavam com todas as músicas de uma mesma pasta. Mesmo assim, isso ainda era muito limitado, pois se eu quisesse duas listas de músicas que tivessem listas em comum, eu seria obrigado a duplicar arquivos.

Mas o mp3 playerplayô o que tinha que playá, e está quase morrendo: o vidro protetor quebrou devido ao empurra-empurra dos ônibus de São Paulo, o hold, botão responsável por travar todos os outros botões, já não funciona mais e os botões do volume estão falhando muito.

Então, resolvi começar a procurar um mp3 player novo. Minhas exigências são simples:
  • 2 GB de capacidade de armazenamento;
  • Suporte a listas de músicas, com bons recursos para organizar músicas;
  • Interface amigável e inteligente;
  • Mais de 25 horas de duração de bateria;
  • Boa compatibilidade com software livre;
  • Quero gastar no máximo R$ 500,00.
Para mim "boa compatibilidade com software livre" significa que eu posso usar a maioria dos recursos do reprodutor com software livre, o que obviamente deixa de lado as últimas versões dos mais-do-que-desejados iPods, já que atualmente não há software livre que adicione fotos ou vídeos nos iPod nano, iPod touch e iPhone.

Já estou pesquisando e em breve devo começar a publicar minhas análises que espero que sejam úteis para muitas outras pessoas, sejam elas compradoras compulsivas, para talvez tomarem cuidado ou entusiastas do software livre que não querem acabar criando novas amarras com sistemas operacionais fechados.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir